Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros Socorros

DURAÇÃO
25h
HORÁRIO
Pós-laboral
VALOR
110€

valor isento de IVA. art 9º. CIVA
INFORMAÇÕES
PROGRAMA
CONDIÇÕES

Data: A definir
Local: Forgesp

Nível de qualificação: 4
Código UFCD: 6570

Horário: 18h30m-21h30m (3h/dia); sábados 9h-13h (4h/dia)
Forma de organização: Presencial

Destinatários: Ativos empregados e desempregados
Modalidade de formação: Formação de qualificação

Objetivos:
Descrever o que é o Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) e quais os seus intervenientes;
Descrever como ativar o sistema de emergência médica utilizando o número europeu de socorro "112";
Identificar o conceito de cadeia de sobrevivência e identificar os seus elos;
Explicar a importância da cadeia de sobrevivência e qual o princípio subjacente a cada elo;
Reconhecer os riscos potenciais para o reanimador;
Medidas a adotar para garantir a segurança do reanimador e da vítima;
Identificar as medidas universais de proteção e reconhecer a sua importância;
Conceito de Suporte Básico de Vida (SBV) de acordo com o algoritmo vigente;
Conceito de avaliação inicial, via aérea, respiração e circulação;
Aplicar a sequência de procedimentos que permitam executar o SBV de acordo com o algoritmo vigente;
Identificar os problemas associados à execução de manobras de SBV;
Identificar quando e como colocar uma vítima em posição lateral de segurança;
Identificar as contra-indicações para a posição lateral de segurança;
Identificar as situações de obstrução parcial e total da via aérea;
Identificar as causas e os tipos de obstrução da via aérea;
Aplicar a sequência de atuação perante uma vítima com obstrução da via aérea;
Identificar situações de perigo através da execução do exame à vítima;
Identificar as emergências médicas mais frequentes;
Identificar os principais sinais e sintomas característicos das emergências médicas;
Aplicar os primeiros socorros adequados a cada emergência médica;
Identificar os vários tipos de hemorragias;
Identificar os sinais e sintomas mais comuns das hemorragias;
Listar e descrever os vários métodos de controlo de hemorragias;
Controlar uma hemorragia através dos métodos de controlo;
Identificar os tipos de feridas mais comuns;
Tratar uma ferida utilizando pensos e ligaduras;
Identificar os tipos de queimaduras mais comuns;
Tratar provisoriamente uma queimadura;
Identificar os traumatismos mais comuns dos membros;
Reconhecer o que fazer e/ou não fazer nestes casos;
Identificar as situações específicas que requerem a intervenção do profissional de Saúde;
Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas com orientação e supervisão de um profissional de saúde;
Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão direta do profissional de saúde e aquelas que podem ser executadas sozinho.

Metodologia:
No desenvolvimento do programa serão utilizados os métodos afirmativo e ativo com recurso a várias estratégias: exposição oral/escrita, partilha de experiências, exercícios práticos (individual e/ou em grupo);
Os formandos serão avaliados tendo em conta a participação, a motivação, a aquisição e aplicação de conhecimentos, a mobilização de competências em novos contextos, as relações interpessoais, o trabalho em equipa, a adaptação a uma nova tarefa, a pontualidade, a assiduidade no decorrer das sessões e através de trabalhos práticos com vista a facilitar a elaboração do PRA.